Com redução de tempo de resposta de apps em 90% e latência 100 vezes menor, Veracel adotou o modelo de negócios Evergreen para reduzir o Capex em 40%

 

A Pure Storage, fornecedora de plataforma de dados totalmente flash para a era da nuvem, anuncia que a Veracel, uma joint venture das duas maiores produtoras de papel e celulose do mundo, escolheu a Pure Storage para impulsionar seu projeto de transformação digital, que mira manter a excelência operacional com baixo custo de produção e maior qualidade, para entregar o produto com o preço mais acessível do mercado.

A cadeia produtiva de papel e celulose faz parte do setor de base florestal, que engloba desde a produção de madeira até a de artefatos de papel. Somente no primeiro semestre de 2018, a indústria cresceu 34%, atingindo a marca de US$ 5,5 bilhões em exportação. Desse resultado, 45,9% ficou por conta do comércio de celulose e 5,7% de papel. A Veracel foi fundada em 1991, em Eunápolis, região sul da Bahia, e iniciou a produção de celulose em 2005, contribuindo também com a qualidade de vida local, a partir do apoio e do desenvolvimento de ações culturais, sociais e econômicas que beneficiam a região.

Com cerca de 3.5 mil funcionários e uma operação contínua 24x7 em 200 mil hectares de terra, a empresa sentiu a necessidade de equipamentos mais robustos, redução de latência e aumento de desempenho para apoiar esse processo de cadeia produtiva. Após um histórico de quase 30 anos com infraestrutura tradicional de armazenamento, adotou Tecnologia de Automação e de Informação (TAI) para criar sinergia entre as áreas e modernizar o ambiente tecnológico.

Atualmente com infraestrutura convergente baseada na solução FlashStack da Pure e servidores Cisco, a empresa possui um ambiente 100% virtualizado, com todas as cargas de trabalho em execução na Pure, incluindo equipamentos críticos para automação industrial, desde a planta até o core corporativo – SAP, com configurações adequadas para cada departamento. Além disso, há integração entre a solução da Veeam Software e Pure, que proporciona aumento de desempenho também no processo de backup.

“Nossa preocupação é ter a melhor base para sustentar toda a transformação digital da empresa. Para isso, buscamos fornecedores de infraestrutura de TI para nos prover a melhor tecnologia para produção de celulose, e nos ajudar nessa evolução sem causar riscos à operação – já que qualquer erro impacta diretamente a produção”, explica Rodrigo Gonçalves, gerente de Tecnologia da Informação na Veracel.

O principal objetivo do projeto foi alcançado: manter dois data centers ativos, sem qualquer risco de interrupção na fábrica. Também houve eliminação de custos de manutenção de migração homogênea do SAP, de equipamentos e de certificação periódica. O processo de migração das máquinas físicas foi apoiado pela parceira BS4IT Soluções.

Entre os resultados do impacto já analisados pela Veracel, é possível destacar a redução da latência de 100 ms para 1 ms, que resultou numa agilidade muito superior em processos mais complexos e demorados; processamento de dados 700 vezes mais rápido (comparado em soluções de Mapas e Querys); e espaço de armazenamento reduzido em 400%, com apenas um rack em cada data center.

Com o ganho de 30% em desempenho, para os usuários o impacto em qualidade e velocidade é altamente significativo, sem a necessidade de paradas para manutenção. Houve redução também de 90% no tempo de resposta das principais aplicações. Ainda falando de performance, o tempo de fornecimento de relatórios e sistemas críticos reduziu expressivamente de duas horas para uma média de 8 segundos. Além disso, em um mês de uso houve a redução de 5 para 3.3 TB em compactação de massa de dados da produção.

“O grande ganho que tivemos com a Pure, além de ter um excelente equipamento, é o tipo de garantia e de suporte com o Evergreen, que atualmente não se encontra em nenhum outro fornecedor. Isso nos oferece segurança funcional e contratual, sabendo que nosso storage nunca vai ficar obsoleto e não teremos surpresas com custos no meio do caminho”, explica Gonçalves.

Fonte: computerworld