Em um mundo onde ouvimos jargões como “Cloud First”, “Cloud Only “e “Cloud Ready”, as estruturas locais chamadas de On-Premise parecem algo antigo e feito apenas para softwares e ambientes legados, mas não é verdade. Estruturas locais permitem altíssima performance, latência baixíssima, estruturas robustas e escaláveis horizontais.

Quando falamos de tecnologia, tudo depende da sua necessidade. Ambas arquiteturas possuem suas vantagens técnicas, vantagens de gestão, vantagens financeiras (CAPEX / OPEX), mas sempre o que define o caminho certo, é a necessidade que o negócio demanda.

Na atual conjuntura no mundo de tecnologia, adicionado à nossa realidade Brasil (onde a taxação e cambio são grandes vilões) o que aproxima de uma grande relação custo x benefício são as arquiteturas híbridas, onde conseguimos extrair o melhor de cada cenário.

Sistemas de plataforma nascidos em nuvem (como Exchange online do Microsoft 365, Salesforce, Google Apps, sistemas de CRM e ERP assinados via web, SAAS web no geral), são plataformas e modelos que não se adaptam mais no mundo on-premisses, devido a benefícios de disponibilidade, funcionalidades, formatos de pagamento por uso e gestão simplificada.

Sistemas nascidos para acesso local, sistemas robustos e legados, aplicações chamadas de client/server e variantes do gênero em muitos casos de estudos e performance, latência e usabilidade, se comprova a necessidade de criação de uma estrutura local em sua empresa, muitas vezes contrariando a vontade de migrar para a cloud.

O estudo precisa estar atrelado à estratégia macro do negócio, voltado para o atual cenário de sua empresa, vislumbrando um cenário futuro de crescimento, para que ele seja feito da melhor e mais inteligente forma possível.

Nós da BS4IT, já ajudamos diversos clientes com a criação de projetos personalizados à sua necessidade. Para nós, cada cliente é único e com necessidades específicas. Estamos aqui para lhe ajudar a tomar a decisão precisa para ajudar o seu negócio prosperar.

Conte conosco!